terça-feira, 27 de abril de 2010

Lançamento do livro de poemas Tentação - de Marco Hruschka

Um poema de Marco Hruschka:

O VINHO

O vinho me liberta, me possui, me domina
Libera o êxtase de outrora, o desejo do porvir
Sinto que quero, mas não posso, minha sina
Venha, companhia noturna, aproxima-se o finir

O licor magnífico, escuro, mais que vermelho crina
Transpassa ferindo de prazer ao ingerir
O gozo gélido escaldante cheiro à marina
Cabeça ao leu, a boca confessando ao sorrir

O álcool fantástico possuidor de loucuras
As minhas, sobretudo, as que me pertencem
O ser estrangeiro que me habita as sombras puras

Eis o ápice de mim próprio, almas que sentem
Mais vinho! Não há, não há mais curas
Um brinde à vida, o último gole, o Éden!

Um comentário:

  1. Olá Marciano! Obrigado pela postagem e pelo apoio!!! Abraços!!!

    ResponderExcluir